Fanfic: "Reminescence" - Mariana - 2º Capítulo

"Reminescence" - Mariana - 2º Capítulo

 

 

-Alice...-murmurei mais uma vez - não achas isto um perfeito exagero? -enquanto falava, deixei o meu olhar percorrer novamente a enorme sala, agora decorada a preceito para a festa. Milhares de rosas e velas cor-de-rosa e brancas espalhavam-se livremente por toda a divisão. - A Bella decerto não irá gostar nada, tu conhece-la bem!

A minha minúscula irmã encolheu os ombros, desvalorizando por completo a situação.

-Ela vai adorar, tenho a certeza! - o seu entusiasmo era demasiado difícil de reprimir.

Limitei-me a abanar a cabeça e sentei-me no sofá, observando com ar absorto o ecrã plano que transmitia agora as notícias.

Alice estava ocupada a colocar as últimas rosas nas taças de vidro. Não pensava em nada de especial, apenas na perfeita organização da festa.

Mas captei algo...

-Não - acabei por responder.

Ela franziu o sobrolho: -Então quando é que eles chegam?

-Só às três e meia. Falei com o Emmet ontem. Está a tentar refrear o mau humor da Rosalie, e não está a ser fácil. Vêm a correr de Olympia até cá.

-Muito bem.

A vinda de Emmet e Rosalie ao aniversário de Bella deixava-me ligeiramente stressado. Eu sabia que ela tinha saudades do meu irmão, mas não tinha a certeza quanto a Rosalie e ao seu comportamento...ela aterrorizava Bella e isso deixava-me furioso. Teria de arranjar maneira de lhe dar a notícia com calma e de dizer a Emmet que controlasse Rosalie durante a noite de hoje.

-Vamos para a escola? - perguntou Alice subitamente.

-Claro.

Dirigimo-nos para a garagem e entrámos no Volvo.

Chegámos num instante e saímos do carro assim que estacionei. Verifiquei que Bella ainda não tinha chegado. Encostei-me ao carro, esperando ansiosamente a sua chegada.

Entretanto, Alice abriu a mala e retirou de lá um pequeno embrulho prateado.

-Alice, não me parece que seja a melhor das ideias fazeres is...

Alice semicerrou os olhos e respondeu-me com azedume.

-Não me chateies, Edward! São os anos dela e ela vai gostar, de uma maneira ou de outra.

Ergui uma sobrancelha, mas deixei passar. Nesse preciso momento ouvi, ao longe, um barulho ensurdecedor que pertencia de certeza à pick-up de Bella.

Irritava-me profundamente que ela não me deixasse comprar-lhe um carro novo. Simplesmente não entendia o que via ela naquele monte de sucata velho e barulhento. E a velocidade a que aquilo andava era um insulto às outras viaturas decentes.

Por fim, demasiado tempo depois, Bella estacionou e saiu do carro. A sua expressão assustou-me. O seu rosto estava apático, mas os seus olhos estavam tristes...assustados.

Todos os dias da minha miserável existência, desde que a conhecera, que desejava que ela caísse em si, se apercebesse do monstro deplorável que eu era e saísse a correr, aos gritos.

Não me sentiria admirado, apenas desiludido. Desiludido porque, por mais que desejasse que isso acontecesse, tinha pavor que tal sucedesse, pavor de a perder, de nunca mais sentir o seu cheiro, ouvir o som da sua voz, olhar para o seu rosto, sentir o calor que emanava da sua pele.

-Parabéns, Bella! - a voz chilreante de Alice interrompeu os meus devaneios. Olhei na sua direcção.

Ela e Bella caminhavam, a uma velocidade muito humana, para junto de mim. Bella estava a franzir o sobrolho para Alice e mandou-a calar, ao mesmo tempo que olhava em volta, verificando se alguém tinha dado mostras de estar a par da notícia.

Sorri-lhe e ergui uma sobrancelha. Ela retribui-me com um sorriso melancólico e agarrou a mão que eu lhe estendera.

 

Se tu também queres ter a tua fanfic publicada aqui no Robert Pattinson Portugal basta enviares alguns capitulos para rp-portugal@hotmail.com para avaliarmos, e logo te damos uma resposta!

publicado por mrsCullen às 00:00