Fanfic: "Reminescence" - Mariana - 6º Capítulo

"Reminescence" - Mariana - 6º Capítulo

 

 

Carlisle foi o primeiro a sair daquele estado de dormência. Estava mais do que habituado a lidar com sangue, no entanto, não foi o suficiente para me despregar os pés do chão.
Ele baixou-se sobre Bella que estava quase tão petrificada como nós. Os seus olhos horrorizados fitavam o meu rosto e eu perguntei-me o que veriam eles. Não fazia a mínima ideia de qual era a minha expressão. Dentro de mim, apenas havia lugar para um sentimento: fúria. Uma fúria profunda e agonizante, que me rasgava por dentro, dilacerando todos os meus órgãos adormecidos.
-Emmett, leva o Jasper lá para fora. Rose, Esme, vão com ele. Tenho que levar a Bella para o meu escritório para lhe poder limpar e coser a ferida.
O odor do sangue continuava a penetrar violentamente nas minhas narinas, mas eu tinha que me controlar. Mas a sede...
-Edward, devias ir com eles. Apanhar um pouco de ar fresco vai fazer-te bem. - recomendou Carlisle.
Sustive a respiração e a minha expressão gelou na sua direcção.
-Eu consigo. Tenho de ficar com ela.
-Edward, por favor, vem. - pediu Alice.
-Não.
-Alice, vai buscar uma toalha - pediu Carlisle. -Eu vou levá-la lá para cima.
Ela acenou com a cabeça e desapareceu.
Carisle pegou em Bella e subiu as escadas, em direcção ao escritório. Segui-os e sentei-me ao seu lado, no sofá.
-Edward. Não quero que estejas a sofrer. Vai-te embora! - pediu Bella.
Ela decerto não queria olhar para mim, o monstro que lhe provocara tanto osfrimento, mas eu tinha de ficar com ela. Eu amava-a, apesar de ter a certeza de que, para ela, esta tinha sido a gota de água.
-Edward, ouve a Bella. Tu não estás confortável aqui, filho. Devias ir procurar o Jasper. Ele deve estar a sentir-se terrível e só te dará ouvidos a ti. Tu sabes disso.
Bella olhou-me, esperançosa.
-O Carlisle tem razão, Edward. Encontra o Jasper!
Abandonei a divisão em paso de corrida e dirigi-me para fora de casa, inspirando uma grande lufada de ar fresco, vinda de Norte.
Avistei Jasper, sentado numa pedra, com a cabeça baixa. A sua mente estava tão repleta de culpa que não fui capaz de me zangar com ele. Até porque a culpa não era sua. Era minha. Eu fora o responsável por tudo aquilo, por pensar que podia incluí-la no meu mundo.
Desde cedo que a minha...consciência me tinha alertado para este desfecho, mas não lhe dei ouvidos e preferi viver num mundo faz-de-conta. Durante tempo demais.
Uns pensamentos desdenhosos e superiores desviaram a minha atenção. Rodei a cabeça na direcção dela e rugi-lhe.
-Pára com isso, Rosalie.
-Com o quê? Com a verdade? Desde sempre te avisei, Edward. Tu gostas de pensar que sabes tudo mas não sabes. Ela é humana. Como te atreveste sequer a pensar que ela podia conviver connosco? Viste bem o que aconteceu com o James na Primavera e agora isto. Estava-se mesmo a ver que, mais cedo ou mais tarde, uma catástrofe destas ia acontecer à nossa família. E a culpa foi tua.
Parte de mim admitia que ela tinha razão, mas não era necessário falar naquele tom, usar aquelas palavras cortantes como gelo. Preparei-me para saltar sobre ela, mas Emmett deteu-me.
-Edward, tem lá calma. A Rose não tem culpa. Isto está a afectar-nos a todos, sabes bem que adoramos a Bella, como se fosse da nossa família.
Rosalie fungou com desdém, mas ele ignorou-a.
Sacudi-lhe a mão que ele pousara no meu ombro e dirigi-me novamente à minha irmã.
-Se voltas a falar assim sobre a Bella, juro-te que o Emmett não me consegue deter. Ah, e tenta conter os teus pensamentos o mais possível. São ainda mais irritantes do que tu.
Ela olhou-me furiosa e eu retribui o vislumbre.
Ouvi Bella e Carlisle a descerem novamente as escadas e entrei em casa.
-É melhor eu ir para casa, o Charlie vai ficar preocupado. - disse ela.
-Eu levo-te. - não a podia deixar conduzir naquele estado.
Bella acenou com a cabeça e Alice deu-lhe o resto das prendas.
-Toma. Abre-as quando estiveres em casa. Vais adorá-las!
-Muito bem. Obrigado a todos. Até depois! - tentou sorrir, mas não lhe saiu muito bem.
-Vamos, Bella.
Empurrei-a na direcção da porta e entrámos na pick-up.

publicado por mrsCullen às 14:41