Robert sobre Amanhecer: «É o fim de uma era»

 

Falar em público nunca foi uma das partes preferidas do trabalho de Robert Pattinson. Mas entregar o Globo de Ouro para a directora Susanne Bier pelo seu filme “In a Better World” na noite do último Domingo provou ser uma trégua muito bem vinda pelo actor, que está sobrecarregado no meio das filmagens de “Amanhecer“, último filme da Saga “Crepúsculo“, que será dividido em duas partes.

"Tem sido dificil gravar os dois filmes ao mesmo tempo,” admitiu o astro de 24 anos, momentos antes de se dirigir ao backstage para apresentar o prémio com a estrela de “Tron: O Legado“, Olivia Wilde. “É o fim de uma era.”

Esta será uma era na qual a Summit Entertainment, distribuidora dos filmes e os fãs devotados da franquia, ficarão muito chateados por vê-la acabar. Iniciado em 2008, o primeiro filme da Saga, “Crepúsculo” narrava a fantasia romântica na qual éramos apresentados ao belo vampiro de Pattinson e ao encontro com a sua amada mortal Bella Swan (Kristen Stewart), a série arrecadou aproximadamente $1.8 bilhões nas bilheteiras mundiais e os fãs preparavam-se para ver a batalha de Bella entre os seus sentimentos perante o namorado imortal e o melhor amigo, Jacob (Taylor Lautner), um lobo, durante o curso dos dois filmes seguintes; “Saga Crepúsculo: Lua Nova” em 2009 e “Saga Crepúsculo: Eclipse” em 2010.

No inicio da primeira parte de “Saga Crepúsculo: Amanhecer“, Bella aceita o pedido de casamento de Edward – sendo esta a condição imposta por Edward para aceitar o seu pedido de transformá-la em vampira – e o jovens recém-casados seguem para uma ilha deserta para a lua-de-mel.

Durante uma conversa por telefone neste mês, Bill Condon, o director dos dois filmes contou-nos que está entusiasmado com aquilo que viu dos seus protagonistas. “Todos os personagens estão a mudar (neste filme),” diz . “É realmente sobre um ritmo de passagem da adolescência para a vida adulta e todos estão energizados por isso. É tudo isso que eles estão a trabalhar nas suas vidas.”

Já quanto a Pattinson, Condon comentou, “Agora ele está a lidar com um personagem que é como ele. O último filme irá nos deixar entrar na mente do que é ser um vampiro. Isso não vai mais parecer exótico; será muito mais real.”

Mas o director fica receoso de passar maiores detalhes da produção, que será filmada em New Orleans e Vancouver no Canadá, além de um passeio numa ilha na costa do Brasil – localização a qual será sempre uma memória especial para Condon, já que todo o elenco e a produção necessária para gravar as cenas da lua-de-mel ficaram presos após um longo dia de filmagens.

“Aquilo foi incrivel. Nós ficámos presos no meio de uma tremenda tempestade – Vou-me lembrar daquilo para sempre,” diz Condon. “Oitenta pessoas a dormirem no chão do set de filmagens. Não tinhamos como sair.”

publicado por mrsCullen às 17:50
Fonte: TP