Entrevista do Rob com a Bild.de - Rob diz estar apaixonado

Photobucket

 

O destino mordeu-o. Ele é desconfortantemente bonito. Olhos sonolentos. Cabeça angular. Cabelo despenteado. Lábios vivos. Um sorriso inocente, tímido. Perfeito?!

Robert Pattinson (24, Saga Twilight), o homem com quem todas as mulheres queriam tomar pequeno-almoço. Uma mistura de Hugh Grant, James Dean, Jesus Cristo, e um bebedor de cerveja.

Hotel de Rome. Terraço. Guarda-costas. Assistentes — e “BILD”. Ele é alto, tímido, aberto, relaxado, amigável, humilde, ama rir e tem uma voz calorosa e cuidadosa. Ele bebe coca cola.

Ele está a vestir uma roupa do “Hugo Boss”:  “Estava pendurado como um presente na minha suite – e as minhas roupas estavam sujas.”

 BILD: Descreva-se.

“Eu nem sei quem eu sou. Mais cedo, antes de eu me tornar famoso, era fácil. Agora é difícil. Se sempre tem que falar sobre si mesmo, a sua característica esgota-se. Eu sou eu.”

Ele veio pela Air Berlin do Caribe — nada de avião particular. Ele viaja com bagagem de mão:  mochila, sacola e violão. Ele fuma, é alérgico à haxixe, e ganhou 27 milhões de dólares no ano passado. A vida dele é sonho e pesadelo.

“Eu tenho medo de compraruma casa porque então ela seria assediada.” O sucesso dele é a prisão dele, ele está na corrida — de milhões de fãs.

O seu mais novo filme, Água Para Elefantes, é um espelho verdadeiro da sua alma. História: Um jovem veterinário perde tudo. Ele pula num comboio de circo — e vai crescer dolorosamente. O seu amor: Reese Witherspoon. O seu oponente: Christoph Waltz!

Um tipo de Gone With The Winds em trilhos: “Eu senti-me tão confortável no filme, porque eu podia ser eu. Eu tinha pouco diálogo — mas muito o que responder. Eu me senti quase nu, mentalmente.”

BILD: Como você vive?

“Eu acordo e caio no sono. O meu amigo mais importante é o meu despertador. Eu leio livros no meu Kindle e no meu iPad2.”

BILD: Acredita em destino?

“Eu já acho que acredito, torna tudo mais fácil — pode fazer o que quiser.”

BILD: O que a felicidade significa para si?

“Coisas simples. É fácil eu ficar feliz. Uma pizza e uma caixa de cerveja são suficientes.”

BILD: Qual é a sua posse mais importante?

“Eu não tenho nada. Eu estou sempre carregando a minha guitarra eléctrica Gibson, de 1963 comigo. Eu amo perder o meu telefone. Fica-se tão livre!”

BILD:  Sem vícios?

“Algumas vezes eu sou obcecado. Eu coleciono e junto coisas — mas eu não tenho uma casa. Eu coloco tudo em casas de armazenamento.”

O vencedor do Oscar Christoph Waltz entra.

BILD: O que faz do Rob único?

“Você precisa só olhar para ele,” o director Francis Lawrence ri. “Ele é um segredo, algumas vezes magnético. Só uma câmara pode detectar isso e há pessoas que brilham repentinamente.” Robert Pattinson ri — sobre ele mesmo.

BILD: Está solteiro ou apaixonado?

Ele ri ainda mais. Seus olhões azuis olham para mim. Os seus dentes deslumbram. “Bem, sim, eu estou solteiro mas também estou apaixonado.”

BILD:  Por quem?

Ele ri, eu rio, nós rimos, “Algumas vezes eu me sinto um nativo na selva. Uma pergunta assim é como uma foto da sua alma. Eu não vou ter a minha alma tirada de mim/roubada.”

Via: Foforks   |     Adaptação: RobertPattinsonPortugal
publicado por Bia PATTINSON às 23:06